Uepa leva Planetário Móvel e exposições gratuitas ao Hangar

 

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) estará presente em diversos momentos da programação do XVI Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia que ocorre em Belém, no Hangar Centro de Convenções, de 7 a 10 de agosto. A programação do evento inclui o XVI Congresso Internacional de Etnobiologia, o XII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, a IX Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação e, também, a I Feira Mundial da Sociobiodiversidade.

De 8 a 10 de agosto, durante a IX Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, a Uepa levará ao público as atividades do Planetário Móvel com uma projeção especial sobre astronomia e um stand que apresentará as exposições A ciência no Círio; e Bioculturalidade: um diálogo entre o conhecimento tradicional e o conhecimento científico para a conservação do patrimônio biocultural, além de diversos experimentos do Centro de Ciências e Planetário.

Ainda durante a IX Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, a Uepa terá outro stand, desta vez da Editora (Eduepa) que fará a venda de nove títulos. Entre as publicações, destaca-se o lançamento da primeira coletânea do Núcleo de Formação Indígena (NUFI) sob o título A produção do conhecimento em contextos indígenas: diálogos interculturais para o ensino em Ciências Humanas e Sociais, que ocorrerá às 17h do dia 8 de agosto. A programação do stand também contará com a exposição da produção científica e audiovisual do NUFI e com parte da reserva cultural do Herbário Profª Drª Marlene Freitas da Silva (MFS) composta por óleos, sementes, frutos e flores da Região Amazônica. 

Etnobiologia - A equipe do Herbário da Uepa também estará presente no XVI Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia apresentando diversos trabalhos em oito sessões diferentes do evento. No dia 9 de agosto, o destaque está para o lançamento do livro Os chás terapêuticos de Rio Urubueua de Fátima em Abaetetuba, durante a sessão plenária 51 que acontece a partir das 08h30 da manhã na sala MU60-F.

Além disso, o docente da Uepa Seidel Ferreira juntamente com Noemi Vianna da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) ministrarão no dia 7 de agosto o minicurso Criação de identidade e produção de bio-jóias com insumos e produtos florestais não madeireiros. Haverá também representantes da Uepa nas sessões organizadas: Fluxo migratório no Pará: impactos sobre os conhecimentos tradicionais e biodiversidade Warao/Venezuela; Povos tradicionais, biodiversidade e hidrelétricas na Amazônia; e Práticas de cura, cosmologias e biodiversidade de povos indígenas da Amazônia. E também nas sessões temáticas: Sociobiodiversidade e soberania alimentar; Sociobiodiversidade e soberania alimentar; e Medicina tradicional, cosmologia e biodiversidade.

A IX Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação e I Feira Mundial da Sociobiodiversidade são abertas ao público. Entretanto, para participar da programação do XVI Congresso Internacional de Etnobiologia e do XII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia é necessário fazer inscrição prévia.

 

Sobre o evento

De 7 a 10 de agosto, será realizado no Hangar Centro de Convenções, o XVI Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia. Com o tema central “Belém + 30: Os direitos dos povos indígenas e populações tradicionais e o uso sustentável da biodiversidade três décadas após da Declaração de Belém”, o congresso discutirá eixos relacionados a conhecimentos tradicionais, biodiversidade, segurança alimentar, aspectos jurídicos, éticos e econômicos, entre outros assuntos. 

Com 1.600 inscritos nos debates e mais de 200 expositores na feira, a expectativa é de um público superior a sete mil pessoas circulando diariamente durante os quatro dias de evento no Hangar. Além de nove mesas redondas, a programação acadêmico-científica-tradicional do Belém+30 terá 150 sessões de exposições e debates, 26 minicursos e oficinas, mais de 700 sessões de pôsteres e 31 lançamentos de livros.

No encontro entre os povos indígenas, populações tradicionais, pesquisadores e a população em geral, os participantes irão socializar os avanços científicos, éticos e jurídicos, ao longo das últimas três décadas, relacionados ao conhecimento ecológico tradicional dos povos indígenas. Realizado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), pela Fundação de Amparo e desenvolvimento à Pesquisa (Fadesp) e pelo Museu Emílio Goeldi, o evento também vai debater e alertar sobre as ameaças atuais à sociobiodiversidade do planeta.

 

SERVIÇO:

 

XVI Congresso Internacional de Etnobiologia

XII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia

IX Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação

I Feira Mundial da Sociobiodiversidade

Data: 7 a 10 de agosto de 2018.

Local: Hangar Centro de Convenções da Amazônia, Belém – Pa.  

Mais informações: https://www.ise2018belem.com/

 

Texto: Ascom Uepa com informações da assessoria do evento.

Foto: Nailana Thiely