Mestrado em Enfermagem inscreve até 25/4

 

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) iniciou as inscrições para o processo seletivo do Mestrado em Enfermagem. Serão dez vagas - duas a mais do que no processo 2016 - distribuídas entre duas linhas de pesquisa na área Enfermagem no Contexto da Sociedade Amazônica. A seleção de candidatos será dividida em três fases e a divulgação do resultado final está prevista para o dia 21 de junho. O curso se desenvolverá no Campus IV da Uepa, em Belém. As inscrições encerram no dia 25 de abril.

Os interessados em concorrer a uma vaga precisam ter graduação no curso de Enfermagem em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e disponibilidade efetiva para cursar o mestrado em tempo integral. A taxa de inscrição tem o valor de R$ 200, paga exclusivamente via depósito bancário. Entretanto, candidatos de baixa renda poderão pedir isenção da taxa no período de 28 de março a 5 de abril. Uma vaga será destinada às pessoas com deficiência. 

O ingresso do futuro mestrando passará por três etapas: prova escrita, conferência da documentação do candidato e entrevista com análise do currículo Lattes. Todas elas terão caráter eliminatório. As fichas de inscrição, juntamente com o comprovante de depósito da taxa, devem ser protocolados presencialmente no Campus IV. Candidatos que residem em outras cidades podem enviar a documentação via Sedex.

O Programa de Pós-Graduação tem como área de concentração a Enfermagem no Contexto da Sociedade Amazônica e objetiva formar mestres em Enfermagem para atender a Região Amazônica. O mestrado trabalha com duas linhas de pesquisa: Enfermagem em saúde pública e epidemiologia de doenças na Amazônia; e Educação e tecnologias de enfermagem para o cuidado em saúde a indivíduos e grupos sociais.

A primeira linha ofertará cinco vagas e tem por objetivo avaliar o trabalho de equipes multiprofissionais em diferentes contextos; analisar demanda e produção de processos de saúde-doença e cuidar em enfermagem; efetivar diagnósticos situacionais e das dinâmicas implícitas em múltiplos contextos da sociedade amazônica, de forma integrada aos serviços e trabalhadores de saúde e enfermagem, tendo como referência os princípios do SUS e o perfil dos processos endêmicos e epidêmicos na Amazônia, com vistas à proposição de mudanças no cuidado à saúde e programas de controle das doenças na Amazônia.

A segunda linha de pesquisa também oferece cinco vagas e é voltada para a cartografia de processos educativos em saúde; análise de aspectos e tecnologias para o ensino de enfermagem; elaboração e validação de tecnologias para o cuidado de indivíduos em todos os ciclos de vida e de diferentes grupos sociais na saúde-doença, de forma articulada às políticas de educação e saúde e aos diferentes contextos socioambientais da Amazônia.

A ficha de inscrição, o cronograma do processo seletivo, bibliografia básica e todas as regras que regem a seleção integram o edital nº 35/2017, publicado hoje no Diário Oficial do Estado (DOE) e já está disponível aqui.

 

Texto: Fernanda Martins

Foto: Nailana Thiely