Colações de grau são retomadas, com devidos protocolos de segurança

 

A cerimônia de formatura é um dos momentos mais esperados e marca o encerramento do ciclo da graduação. Com a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), as comemorações precisaram ser suspensas para evitar aglomerações. Entretanto, com a aprovação da Resolução N° 3567/20, pelo Conselho Universitário (Consun), no dia 6 de outubro, as solenidades de Outorga de Grau, dos cursos de graduação da Universidade do Estado do Pará (Uepa), já poderão ser retomadas a partir deste mês de outubro. 

 

De acordo com a Resolução, as cerimônias serão realizadas, prioritariamente, nos auditórios da Uepa, seguindo as regras de distanciamento físico, utilização ininterrupta de máscaras de tecido dupla face e/ou protetor facial, uso de álcool em gel, índice de ocupação delimitado, higienização dos espaços e demais protocolos de segurança específicos, conforme determinação do Protocolo de Biossegurança da Universidade.

Apenas o concluinte e o paraninfo poderão participar das solenidades, bem como os profissionais terceirizados previamente cadastrados. Não será permitida a participação de menores de 12 anos, maiores de 65 anos e portadores de comorbidades. Também não estão autorizados cumprimentos de mão, abraços e outras manifestações próximas, exceto por pessoas do mesmo convívio. Ainda estão vetadas a montagem de estrutura de palco e decoração, pois os participantes deverão permanecer nos lugares escolhidos. As transmissões on line são de responsabilidade da própria turma. As outorgas de grau são agendadas pela Diretoria de Eventos e Cerimonial (DEC), pelo telefone (91) 3299-2243 ou e-mail eventos@uepa.br.

A titular da DEC, Alice Gambôa, reforça a importância de retomar o ato, tão tradicional da Universidade. "Acho importante o retorno gradual das solenidades de Outorga de Grau, pois representa o encerramento de um ciclo, a passagem da vida acadêmica para a profissional, e os graduandos esperam ansiosos esse momento tão especial. Toda essa representação é bastante cultural em nossa sociedade. Estávamos sentindo falta de tudo isso", declara.

Protocolo de Segurança

De acordo com a Resolução Nº 3567/20, os concluintes devem chegar com antecedência, assinar a ata de presença e já receber o diploma. Em seguida, eles poderão ocupar os respectivos lugares, devidamente reservados na platéia.

As cerimônias serão mais curtas sem execução dos hinos Nacional e do Estado, sem o discurso do orador da turma e também não haverá a chamada nominal dos diplomas e recebimento do capelo. Como os graduandos estarão com os diplomas desde a entrada, os paraninfos poderão fazer a entrega do capelo e do anel de grau nos respectivos lugares. 

A mesa oficial será composta por, no máximo, três pessoas, sendo o reitor ou representante; o diretor de centro, coordenador do campus ou coordenador do curso; e o paraninfo da turma, ou patrono, ou nome da turma. O juramento será feito com um representante da turma de formandos. Casos eventuais serão apreciados pela DEC para a devida deliberação.

Texto: Marília Jardim

Foto: Rayda Lima/ Uepa Marabá