CCNT promove diálogo e capacitação em ensino remoto durante formação docente

 

 

Professores do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Universidade do Estado do Pará (Uepa) tiveram a oportunidade de dialogar sobre a experiência de ensino remoto na prática durante o Encontro de Formação Docente do CCNT, realizado nos dias 28 e 29 de julho, pela plataforma Google Meets.

 

O encontro online foi promovido pela Coordenação de Apoio Pedagógico (CAOP) e teve como tema geral O Ensino Superior em tempo de Pandemia: A Realidade do Ensino Remoto. O objetivo foi promover a socialização de experiências e práticas docentes, por meio da compreensão das diferenças entre educação a distância e ensino remoto, a apresentação de ferramentas que podem ser utilizadas no processo de ensino e aprendizagem online e a reflexão sobre a realidade do aluno universitário perante essas mudanças.

A programação incluiu palestra, oficinas, roda de conversa e relatos de experiências entre docentes da Universidade. Entre as oficinas, destaque para as de Criação de Vídeos de Bolsos e Podcast, Ferramentas Virtuais no Processo de Ensino e Aprendizagem, e Como Utilizar o WhatsApp Para as Aulas. A ideia é futuramente também disponibilizar as gravações dos encontros no Instagram do CCNT e promover mais oficinas na segunda semana do mês de agosto, a partir das demandas relatadas por professores.

A coordenadora do CAOP, Leidiane Rodrigues, afirma que o evento superou as expectativas, com a definição das principais necessidades educacionais deste período.  “Procuramos discutir nessa formação os desafios que os docentes vêm enfrentando com relação ao ensino remoto em sua prática, mostrando a eles as ferramentas que podem ser utilizadas no processo de ensino e aprendizagem e, principalmente, refletir sobre a realidade do aluno universitário perante a essas mudanças. Vamos aplicar um questionário no final da programação para verificar quais ferramentas os docentes querem explorar mais. Partindo disso, iremos ofertar na segunda semana de agosto oficinas específicas para as ferramentas escolhidas por eles”, afirma.

Entender as ferramentas e considerar a realidade tanto de professores como alunos na aplicação destas tecnologias é um entendimento compartilhado pela diretora do CCNT, Eliane Coutinho. “Os coordenadores de curso fizeram uma pesquisa no início da suspensão das aulas, junto aos alunos. A realidade é diferente por curso, turma e por município. Muitos estão se reinventando,  tentando se adequar a nossa realidade. Posso afirmar que a dedicação dos professores em aprender novas tecnologias, se capacitarem para isso, é o mais notório. A prova disso foi o evento que em cada oficina o público não era inferior a 80 participantes”, declarou.

 

Texto: Nailana Thiely/ Ascom Uepa