Alunos do doutorado em Ensino em Saúde participam de aula inaugural

 
A aula inaugural do doutorado profissional em Ensino em Saúde na Amazônia, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), ocorreu na última quarta- feira (7), no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), o Campus II da Instituição. 
 
Foram aprovados no total dez alunos. As linhas de pesquisa são duas: Fundamentos e metodologias em ensino na saúde na Amazônia e Gestão e planejamento em ensino na saúde na Amazônia. 
 
A aula inaugural contou com três painéis. O primeiro foi com a coordenadora da Área de Ensino dos Programas Profissionais, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Ivanise Rizzatti. “O tema da palestra é discutir o que se espera de um doutorado profissional na área de ensino, porque os doutorados profissionais  são novos na CAPES. Em 2018, a área de ensino recebeu 17 propostas de doutorado profissional e quatro foram aprovados. E uma delas foi o primeiro doutorado profissional em Ensino em Saúde aqui da Uepa”, disse Ivanise. 
 
Os outros dois foram: Relato de experiências do PPG Criatividade e Inovação em Metodologias de Ensino Superior, com a professora Marianne Kogut. O último painel foi com o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ensino em Saúde na Amazônia da Uepa, professor Robson Domingues. O tema foi: O papel dos programas de Ensino em Saúde na transformação da prática profissional
 
“Este doutorado visa formar o aluno para solucionar problemas  na área de ensino na saúde. Principalmente com a formação de profissionais a fim de melhorar a assistência, melhorar a questão da relação com o paciente, melhorar o processo de ensino de alunos de medicina, fisioterapia, biomedicina, residentes. Então, é isso que nós esperamos que esse curso possa proporcionar esse perfil de egresso”, explicou o professor Robson. 
 
Sarah Lais Rocha, uma das alunas do doutorado, realizou especialização em Educação Médica pela Uepa e é professora do curso de Medicina no Campus VIII. “Eu já sou egressa do mestrado em Ensino em Saúde da Amazônia, então o processo de doutoramento vai refinar nossa prática como professora. Eu acredito que essa proposta de doutorado traz novos métodos de ensino e aprendizagem que faz com que nós sejamos professores mais atualizados, com didáticas adequadas ao processo de aprendizagem e ensino aos alunos”, contou Sarah.
 
 
Texto: Letícia Aleixo
Foto: Marcello Sarmento