Alunos de Música ministram oficinas em Canoas

 
Seis alunos do terceiro semestre do curso de Licenciatura em Música da Universidade do Estado do Pará (Uepa) em Vigia seguem nesta sexta-feira (29), para a cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, para ministrar oficinas de percussão corporal, flauta doce e canto coral com as crianças do Projeto Trilhos Sonoros. A ação ocorrerá durante uma semana e faz parte do 3º Seminário de Educação Musical e Voluntariado, organizado pelo Projeto, que ensina voluntariamente  musicalização infantil para cerca de 60 alunos de 8 a 12 anos. O objetivo principal é o de que toda criança tenha o acesso à música.
 
 
O Trilhos Sonoros foi criado em 2011 como um Projeto de Extensão do curso de Música da Uepa, coordenado pelo professor Augusto Souto. As atividades são realizadas no bairro Mato Grande, situado na periferia da cidade de Canoas, e oferece aulas de música para crianças em situação de vulnerabilidade social de forma gratuita. “Nós já tínhamos a experiência aqui da Uepa de projetos com a periferia, então começamos um projeto dentro de Canoas. Lá começamos com onze flautas doces e com as crianças do bairro”, conta Souto.
 
A partir de então, o grupo foi aprovado em editais de cultura do município e conseguiu captar recursos para a compra de mais instrumentos. Foi adquirido o efetivo instrumental de uma orquestra e, com isso, a Orquestra Infanto Juvenil Trilhos Sonoros foi criada. Em 2014, dois alunos do curso de Música do Campus I da Uepa participaram do Projeto de Intercâmbio Solidário e deram uma semana de aula de música no Rio Grande do Sul.
 
Para os seis alunos que participarão do 3º Seminário, a expectativa é grande. Eles pretendem utilizar a oportunidade para fazer um intercâmbio cultural entre os alunos do Projeto. “Vamos agregar o nosso conhecimento com o de uma nova cultura. Vai ser muito bom para a nossa formação”, afirma Luiz Darlan Faria, um dos alunos que viaja para o Seminário.
 
A equipe de alunos que embarca para Canoas se prepara há um ano para a viagem, quando ainda estavam no início do curso de Música. O aluno Bruno Felipe Miranda, que também viajará para o Seminário, conta que a música sempre foi algo muito importante. “A música é algo que me conforta, e percebi que posso usar isso para que outras pessoas sintam o mesmo que eu”, explica.
 
Além das oficinas ministradas no período de 30 de junho a 5 de julho, será lecionado sobre educação musical com o compartilhamento de conhecimentos teóricos e da realidade musical do estado do Pará, principalmente sobre a cidade de Vigia. O encerramento do Seminário contará com o lançamento do gibi A Turma dos Trilhos. “A experiência que os alunos terão é extremamente gratificante, pois irão se deparar com outra realidade e outra cultura, aprendendo assim sobre educação musical na periferia. O retorno será mútuo, para o projeto Trilhos Sonoros e para os alunos”, conta Augusto Souto.
 
Os estudantes que viajam também terão a oportunidade de participar do I Encontro Interinstitucional de Educação Musical UERGS/UEPA, que ocorrerá na cidade de Montenegro, no dia 30. O evento será uma parceria entre as universidades e o Trilhos Sonoros integrará a programação. Durante a oportunidade, os alunos apresentarão projetos de pesquisa e extensão realizados em Vigia e farão parte do Sarau Literário-Musical, que será realizado na mesma data. 
 
Texto: Olivia Varela / Ascom CCSE
Foto: Bruno Felipe Miranda